Sullivan compõe trilha inédita para novelas cheias de charme da Tv Globo - Jornal Extra por

RIO - No cinema, é muito comum a chamada trilha sonora original, aquele conjunto de músicas desenvolvido e produzido especialmente para determinado filme. Em novelas, no entanto, o mais comum é optar por uma coletânea de melodias nacionais e internacionais para embalar a trama, muitas vezes canções de trabalho de artistas de sucesso. No caso de "Cheias de charme", o novo folhetim das 19h da TV Globo, sentiu-se a necessidade de dar melodias próprias aos personagens centrais da novela, todos cantores.

— Trata-se de uma trama atípica nesse sentido. A direção encomendou seis canções que fazem parte da dramaturgia, que são "compostas" e interpretadas por personagens — explica Sérgio Saraceni, produtor musical da atração.

Já no primeiro capítulo, duas músicas compostas para Chayene (Cláudia Abreu) e Fabian (Ricardo Tozzi) foram apresentadas durante a cena do show da dupla.

— "Voa voa brabuleta" e "Se você me der" são composições minhas e do músico Ronaldo Monteiro de Souza, pensadas especialmente para os dois. Mas quando Maria Aparecida (Isabelle Drummond), Maria da Penha (Taís Araújo) e Maria do Rosário (Leandra Leal) começarem a cantar, terão outras letras e melodias criadas por Michael Sullivan e Carlos Colla para elas — diz Saraceni.

"Cheias de chame" conta ainda com a consultoria de Hermano Vianna, que apresentou Gaby Amarantos (dona do tema de abertura, a música "Ex my love") e a banda Calypso para a produção da novela. A direção musical é de Mariozinho Rocha.

Entre os cantores fictícios do folhetim, a única voz "de verdade" é a de Cláudia Abreu, que dispensou dublagem. Ainda não está definido se a atriz vai gravar a canção em estúdio para o CD da novela. Foi assim com a atriz Claudia Ohana, que deu sua voz à personagem Natasha na interpretação de uma canção dos Rolling Stones, na novela "Vamp" (1991). O sucesso chegou a cair nas rádios. Mas o que a produção tem certeza é de que "Cheias de charme" não terá trilha internacional.

Fonte: Extra, 21/04/2012


Voltar para Imprensa